Somos prisioneiros do Google. Ele sabe tudo sobre nós…

Ao ler o título deste post você pode ter tido duas impressões. A primeira de que talvez esse assunto não seja nenhuma novidade ou a segunda de que talvez não passe de puro sensacionalismos. Independente do que você queira pensar, com certeza você vai descobrir coisas aqui que lhe deixarão no mínimo preocupado em usar (ou continuar usando) os serviços da “Gigante da Internet”.

Recentemente um ex-analista de inteligência da CIA, Edward Snowden, revelou informações secretas sobre um programa de vigilância americano que, além de outras coisas, vasculhava informações pessoais em contas de e-mail da população global. Nove empresas foram acusadas de fornecerem informações de seus usuários a este programa, como por exemplo o Google (saiba mais aqui). Mas isso tudo você já deve saber, não é mesmo?

Hoje vamos comentar sobre uma forma de vigilância mais “descarada”, que por muitas das vezes é tida como algo “benéfico” ou até “essencial” para nossa segurança. Assista o vídeo abaixo:

Incrível né? No teste que eu fiz após assistir este vídeo, o Histórico de Localizações do Google foi tão preciso que mostrou o deslocamento que eu fiz “dentro da minha própria casa”!

Captura de tela de 2013-11-28 13:12:53

Muitas pessoas podem achar isto extremamente útil pra localizar seus filhos, saber onde seu dispositivo móvel está em caso de roubo, conferir as distâncias percorridas e etc, enfim, realmente pode mesmo ser uma ferramenta bastante útil. Agora imagine estas informações sendo usadas dentro de um programa de espionagem governamental como o PRISM? Com certeza você pode pensar: “mais quem sou eu para o governo americano ou qualquer outro querer saber onde estou e o que faço?!” De certa forma você está coberto de razão: eu mesmo já pensei assim.

Agora imagine se alguém consegue invadir a sua conta de e-mail… sua localização, seus trajetos, seus horários, sua residência, seu trabalho, enfim, tudo poderá ser descoberto sobre você.

Talvez você pense assim: “Estou tranquilo, eu não uso Android… não tem como o Google me rastrear.” Ou ainda: não uso o Gmail, não tenho Android, logo estou livre de ser vigiado.” Ai eu te pergunto, tem certeza de que você não tem mesmo nenhuma conta no Google? Nem YouTube, nem Blogger, nem Google Plus, nada? As contas do Google são todas sincronizadas e este histórico de localizações mostra à partir de onde você fez login em QUALQUER produto do Google. E é claro, se você tem Android, o Google vai aliar isso ao sistema de rastreamento do seu dispositivo.

Pra pessoas que hoje dependem dos serviços do Google (como eu) é complicado “jogar tudo pro alto” e procurar outras soluções “menos inseguras”. Porém é impossível você não ficar, no mínimo, com “a pulga atrás da orelha” quando descobre este tipo de coisa…

E aqui estamos falando somente do Google. Outros serviços web como o Yahoo também foram denunciados de participarem do PRISM. E não só serviços web, a própria Microsoft também está na lista das empresas participantes. Recentemente a CIA procurou Linus Torvalds para tentar colocar algumas backdoors no kernel Linux. É claro que ele não concordou com isso, porém não fiquemos felizes por muito tempo não… esses caras sempre conseguem o que querem.

E você, o que acha disso tudo?

Data: nov. 2013
Fonte: sejalivre.org

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s