Modelo de Design Instrucional ADDIE

ADDIE é o mod­elo mais con­hecido de Design Instru­cional e de certa forma serve de base para todos os demais modelos.

Exis­tem muitos mod­e­los difer­entes de Design Instru­cional, mas sem nen­huma dúvida o primeiro mod­elo a ser estu­dado por um Designer Instru­cional deve ser o ADDIE. Em inglês a sigla sig­nifica Analy­sis (Análise), Design (Desenho), Devel­op­ment (Desen­volvi­mento), Imple­men­ta­tion (Imple­men­tação) e Eval­u­a­tion (Avali­ação). Cada uma dessas fases fornece sub­sí­dios para exe­cução da fase seguinte do processo que está resum­ido abaixo:

A primeira fase do mod­elo ADDIE é a de análise. Esse é o momento de cole­tar infor­mações, enten­der as neces­si­dades da orga­ni­za­ção e preparar o relatório de diag­nós­tico. O Designer Instru­cional solicita dados, real­iza entre­vis­tas, con­duz ques­tionários para saber quais com­petên­cias devem ser tra­bal­hadas no treina­mento ou exper­iên­cia de apren­dizado. Além disso, são estu­dadas as car­ac­terís­ti­cas da audiên­cia, ou seja, as neces­si­dades e a cul­tura dos par­tic­i­pantes do curso ou exper­iên­cia de apren­dizado. O resul­tado deste tra­balho será o ponto de par­tida para a segunda fase do processo. Alguns exem­p­los de infor­mações cole­tadas nesta fase são: relatórios de per­for­mance, que indicam qual é a situ­ação atual da orga­ni­za­ção e quanto falta para alcançar seus obje­tivos, expec­ta­ti­vas da orga­ni­za­ção em relação ao pro­grama de apren­diza­gem e etc.

A segunda fase do mod­elo ADDIE com­preende o desenho do pro­grama. Neste momento todas infor­mações lev­an­tadas na fase de análise são uti­lizadas para a definição dos obje­tivos do curso  e para o plane­ja­mento de ativi­dades voltadas para o alcance desses obje­tivos. Essa fase é extrema­mente impor­tante, pois neste momento será definido tudo que deve ser pro­duzido para que o pro­grama ocorra cor­re­ta­mente e a par­tir desde ponto é pos­sível esti­mar cus­tos e plane­jar um crono­grama mais detal­hado.

Todo mate­r­ial necessário para a exe­cução do plane­ja­mento feito na fase de desenho é cri­ado na fase de desen­volvi­mento, incluindo mate­ri­ais a serem entregues, apre­sen­tações, fer­ra­men­tas de avali­ação e etc. Erronea­mente, muitos cur­sos e treina­men­tos começam por esta fase, igno­rando os pas­sos ante­ri­ores o que pode levar ao fra­casso do projeto.

A imple­men­tação é a exe­cução do pro­grama pro­pri­a­mente dita. No caso de treina­men­tos em sala de aula, trata-se da apli­cação do treina­mento; já no ensino à dis­tân­cia, é nesta fase em que o par­tic­i­pantes fará uso dos mate­ri­ais e ativi­dades cri­a­dos. Fre­quente­mente, a imple­men­tação não é feita pelo mesmo profis­sional que desen­volveu o treina­mento, nesses casos, o respon­sável pela imple­men­tação, tam­bém chamado de “mul­ti­pli­cador” conta com a qual­i­dade do mate­r­ial desen­volvido e do Guia do Facil­i­ta­dor para atin­gir os obje­tivos do programa.

A última fase do mod­elo ADDIE é a mais fre­quente­mente neg­li­gen­ci­ada nas orga­ni­za­ções. Durante a fase de avali­ação, o designer instru­cional com­para os resul­ta­dos plane­ja­dos com os resul­ta­dos obti­dos e avalia o retorno em relação ao inves­ti­mento que foi feito durante todo o programa.

Cada uma dessas fases depende da cor­reta exe­cução de uma série de ativi­dades que dis­cu­tire­mos nos próx­i­mos posts.

Refer­ên­cias

Hodell, Chuch “ISD From the Ground Up”. 2011

Data: mar. 2013
Fonte: designinstrucional.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s