Meio à tantos serviços, sistemas, contas e todo tipo de acesso que precisamos cuidar de nossos usuários e senhas, chega a hora de recorrer a ferramentas que possam nos ajudar a lembrar de cada acesso. Nesta hora precisamos anotar tudo e cadastrar os usuários e senhas de cada conta que possuímos. Existem ferramentas que nos ajudam a guardar nossas senhas de forma segura em nossos computadores. Mas a coisa pode ir além de cuidar de nossos acessos. No meio corporativo as necessidades são maiores.

Imaginem que estes mesmos acessos precisam ser compartilhados, e várias pessoas precisam ter acesso a mesma informação. Imaginem também que ao mesmo tempo que os logins compartilhados por uma equipe por exemplo, não podem ser vistos por todos e portanto você precisa ter controle de quem vê o que. Imaginem ainda que você precisa ter estas informações disponíveis para esta sua equipe independente de onde as pessoas estão e independente de plataforma que está sendo usada.

Como fazer isso tudo com segurança, sem perder a praticidade e de forma colaborativa? E porque não livre e gratuita?

Bem, vamos conhecer um pouco do Teampass – Um gerenciador de senhas colaborativo

A necessidade é gerenciar dezenas e dezenas de logins (usuários, senhas e seus respetivos servidores, sistemas, serviços, painéis, etc…) que precisam ser compartilhados entre uma equipe com integrantes que possuem privilégios distintos, mas que precisam ter a informação de forma rápida, prática e segura e sem gerar custos.

A solução é usar uma ferramenta que permita organizar as informações de forma flexível, permita a gerência de privilégios, armazene as senhas de forma criptografada para manter a segurança, seja web, livre e gratuita (licença GPL): Teampass (link http://www.teampass.net)

E como usar e administrar?

O Teampass é um cofre digital que pode ser instalado em um servidor Linux com MySQL e PHP e exige poucos recursos. O sistema web é leve é tem interface simples, que mantém a praticidade e agilidade na consulta das informações através da estrutura de organização dos itens em árvore, como num navegador de arquivos do seu Sistema Operacional. Também possui recurso de busca e de marcação de itens como favoritos, agilizando a localização dos itens mais usados.

Suas configurações permitem personalizar as opções de cada pasta. É possível por exemplo alterar a exigência da complexidade da senha a ser cadastrada e definir expiração para as senhas. Outras configurações globais interessantes são: avisar ao administrador sobre os acessos realizados, permitir impressão em PDF, criar log de acesso a cada item.

A gerência de privilégios começa com as “Roles” (papéis ou funções). Para cada Role criada é possível associar a estrutura de pastas que esta Role pode ou não ter acesso. A configuração é simples, ativando ou desativando cada privilégio na tabela que cruza a estrutura de pastas criada com as Roles. Complementando a gerência de privilégios, é possível criar usuários associando os mesmos às Roles previamente configuradas. A gerência de usuários pode sobrepor a configuração de Roles e portanto é possível definir uma restrição mais específica para um determinado usuário, mesmo que ele faça parte de uma Role com privilégios diferentes.

Vejam outros recursos muito importantes para a administração do Teampass:

  • Log – Registro de acessos: É possível acompanhar todas as ações. As alterações e acessos aos itens são registrados e criam um log completo de operações que pode ser consultado através de uma visão geral ou no log de cada usuário.
  • Compatibilidade: Se você já possui uma lista de senhas em formato CSV ou ainda do KeePass (XML) é possível importar esta lista, evitando um trabalho manual grande de cadastro de todos acessos.
  • Backup: Também é possível gerar backup de forma criptografada. Realmente, um ótimo recurso de segurança com bastante segurança!

É isso!

O Teampass realmente é muito interessante. Em pouco tempo você terá construído uma base extensa de acessos e já terá várias pessoas acessando o sistema. Com todas essas funções e muitas outras, esta ferramenta de Gerência e custódia de senhas via web exige apenas uma coisa: um administrador bastante atento e responsável com a administração destes dados sigilosos.

No entanto, se suas necessidades não são iguais as nossas, existe uma opção para a guarda de senhas de forma segura, prática e via web: Clipperz. Esta ferramenta também pode ser instalada em sua rede, assim como o Teampass, porém possui menos recursos. Não é possível por exemplo compartilhar o acesso. Este recurso deve ser lançado em breve pela equipe responsável. Para controle pessoal atende muito bem e você precisa cuidar apenas desta senha.

Bem, hoje o Teampass faz parte do ferramental em nossa equipe de Operações e Infraestrutura. Nenhum acesso é divulgado de forma insegura. Nenhum profissional fica sem uma informação de acesso quando precisa. A empresa não perde a segurança, nem a disponibilidade das informações sigilosas. Em pouco tempo, todos estavam adaptados com o novo procedimento de consulta a senhas, mesmo que isso tenha significado uma mudança na rotina de trabalho. O que ninguém questiona são os benefícios conseguidos com a ferramenta. O cadastro e transferência de senhas, que antes era uma grande preocupação, hoje é um assunto tranquilo em nossa equipe: a base está criptografada, com controle de acesso, e disponível via web. Precisamos nos preocupar apenas com a senha do Teampass.

Use o Teampass.

Artigo enviado por Altair Mentzingen, da NetMaker Governança em TI

Data: jul. 2013

Fonte:  sejalivre.org

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s